Um dia

Seis horas da manhã. O céu já em todo seu azul. Palmeiras se espreguiçando com a brisa que vem recém chegando do mar.

Uns cômodos para varrer, uns móveis mudados de lugar. Leitura despretensiosa na rede, uns “bom-dias” trocados com vizinhos.

Hora sair. Aula de yoga. Caminho ao largo dos ondas. Crianças correndo. Um siri branquinho que sabe exatamente onde ficar para que a onda o refresque, porém sem cobrir …

Sublime e Assustador

É bem verdade que Caraíva já muito se diferencia daquela que primeiro conheci há uns 20 anos. Aquela em que não havia ruas, apenas umas casinhas espalhadas quase que a esmo. E essas casinhas ainda eram iguais às tais pintadas pela Duca. Não tinha energia, mas não fazia muita falta porque não precisávamos carregar celulares. As décadas passaram, terrenos ficaram escassos, a eletricidade veio e ouvi dizer que às vezes …