Um dia

Seis horas da manhã. O céu já em todo seu azul. Palmeiras se espreguiçando com a brisa que vem recém chegando do mar.

Uns cômodos para varrer, uns móveis mudados de lugar. Leitura despretensiosa na rede, uns “bom-dias” trocados com vizinhos.

Hora sair. Aula de yoga. Caminho ao largo dos ondas. Crianças correndo. Um siri branquinho que sabe exatamente onde ficar para que a onda o refresque, porém sem cobrir …